fbpx
Escolha uma Página

A partir de agosto de 2021 a Lei Geral de Proteção de Dados iniciou as aplicações das multas, que podem chegar até R$ 50 milhões. Então, separamos alguns pontos importantes sobre a LGPD e WhatsApp que você precisa conhecer e evitar multas para sua empresa.

Por que se adequar à LGPD

A Lei Geral de Proteção de Dados, ou LGPD, foi aprovada em 2018 e desde então existe uma corrida para se adequar às novas regras.

A sua função principal é garantir a segurança dos dados pessoais dos brasileiros, implantando regras para a coleta, armazenamento e uso desses dados.

Primeiramente, o usuário deve estar ciente que seus dados serão coletados e dar consentimento à isso, também deve ser dele a livre escolha no compartilhamento, uso e exclusão das suas informações pessoais.

Garantir a segurança de dados pessoais não é uma coisa nova no mundo. Na Europa, já existem regras e definições para tratamento de dados há mais de 20 anos! Inclusive, a GDPR (a lei deles) foi inspiração para o desenvolvimento da LGPD.

Ou seja, isso tudo garante que cada cidadão seja realmente dono dos seus dados pessoais e não as empresas ou orgãos públicos que armazenam as informações.

LGPD e WhatsApp nas empresas

Muita gente ainda acredita que a internet é uma terra sem lei. Mas não é. E a aprovação da LGPD veio para reforçar isso.

Atualmente, o WhatsApp é um dos principais canais de comunicação entre os brasileiros. Instalado em mais de 100 milhões de aparelhos, também se tornou uma forma de clientes se comunicarem com empresas e vice-versa. Além disso, também se transformou em um canal de comunicação interna entre colaboradores, com trocas de mensagens, arquivos e documentos.

Portanto, com o crescimento da utilização da plataforma por empresas, também surge a preocupação com a segurança dos dados que estão sendo trocados nas mensagens.

Como se adequar à LGPD no WhatsApp

Vamos começar com o básico: tenha controle de todas as mensagens trocadas em nome da empresa. Para isso, o mais indicado é que se tenha um sistema de gestão de WhatsApp.

Dessa forma, a empresa evita que funcionário utilize seu número particular para conversar com leads ou clientes e a empresa perca o controle das informações trocadas.

Para utilizar o WhatsApp com leads, clientes ou fornecedores

  1. Centralize as conversas em uma única conta/número
  2. Obtenha o consentimento ao captar um contato
  3. Tenha uma política de privacidade com todas as informações de como os dados serão utilizados
  4. Realize o armazenamento do histórico de conversas de forma segura
  5. Peça permissão para o envio de ofertas e promoções via WhatsApp

Para utilizar o WhatsApp para comunicação interna

  1. Tenha um regulamento interno para o uso do WhatsApp
  2. Evite a criação de grupos por funcionários e, caso existam, selecione um responsável pelo grupo
  3. Se possível, utilizem números corporativos para a troca de mensagens
  4. Instrua os funcionários para utilizarem canais oficiais da empresa, como o e-mail, para troca de informações confidenciais, documentos, entre outros.

Por fim, concluímos que o WhatsApp pode ser uma ferramenta potente de comunicação para empresas. Mas é preciso utilizá-lo da melhor forma e com segurança garantida a todos os envolvidos.

Para evitar qualquer tipo de problema com segurança e dados, agende um bate papo com um de nossos especialistas para entender todas as vantagens e possibilidades da solução.

Você também pode gostar de ler